Ensinar Diferente

CULTURA DA INOVAÇÃO NA EDUCAÇÃO

Os estudantes de hoje entrarão em cursos universitários e terão trabalhos que ainda não existem. Estes, exigirão deles muita criatividade, habilidade de inovar, autonomia e conhecimento das novas tecnologias. Por isso, renasce a cultura da mão na massa e nasce a cultura da inovação. Mas o que é esta cultura da inovação na educação? 

A palavra inovação atualmente está sendo associada aos makerspace, fab labs, programação online e offline, robótica e empreendedorismo nas escolas, seja em espaço formal ou informal. A seguir explicaremos mais esmiuçado cada um.

MAKERSPACE

ESPAÇO: É voltado ao aprendizado e ao desenvolvimento de projetos que estimulam o trabalho coletivo, a criatividade e desenvolve a empatia. Suas atividades podem ser de baixo ou praticamente nenhum custo.

PRODUTO: Não é obrigatório desenvolver um produto concreto, mas resolver desafios. O mais importante é o processo do desenvolvimento do produto, eles devem testar, encontrar erros, corrigir e testar novamente.

ERRO:  O erro é uma oportunidade para novas descobertas. Ele faz parte do processo. Encontrar o erro exige expertise e habilidades de investigação.

PROFESSOR: Neste espaço o professor será um facilitador da aprendizagem, que estimulará o estudante a pensar, fará as perguntas necessárias para instigar pesquisas e procura de soluções.

IMPRESSSÃO 3D: É uma modelagem por fusão e depósito de camadas sobrepostas. Após criar uma modelagem tridimensional, é necessário inseri-lo no software da impressora. Ela fará aquecimento da mesa e do bico, após derretido o filamento PLA (ácido poliático biodegradável), a impressora passa a construir o que foi modelado.

 SOFTWARE BÁSICOS PARA MODELAGEM 3D: Tinkercad, 123D Design e site colaborativos comos o Thingiverse.

OUTRAS POSSIBILIDADES DE MODELAGEM 3D (sem impressora)

 É super possível elaborar uma estação makerspace na sua sala de aula. Basta criar um canto com diversos materiais e disponibilizar para uso nas aulas de matemática ou até como uma atividade extra após o termino dos  afazeres.

Pode ser utilizado materiais do nosso cotidiano, como palitos, massinha, biscuit, malha quadriculada, compasso, tinta, papelão, materiais reciclados e o que mais houver disponível.

Para não ser mais um “serviço” para o professor, será necessário fazer uma caixinha com tutoriais passo a passo ou disponibilizar um tablet com acesso ao youtube e também disponibilizar neste canto. Após alguns tutoriais, a criança já começa a criar por si só e dar assas a sua imaginação.

Neste site http://professoraelena.com.br/o-que-e-makerspace/ você acessa um PDF com diversos tutoriais simples que são possíveis de fabricar com as crianças.

FAB LAB

Abreviação do termo em inglês fabrication laboratory, hoje instalado em diversas escolas por todo o mundo. É o local onde há colaboração e conexão de ideias entre os pares (ou não) para criar, fabricar e programar. É muito parecido com o Makerspace, mas o FAB LAB é totalmente tecnológico e com fins digitais. Quem mais difunde é a Massachusetts Institute of Technology (MIT), os mesmos criadores do Scratch (programação para crianças), quais defendem a aprendizagem criativa.

 

 REFERENCIAIS PARA INOVAR

  • Aprendizagem Criativa
  • Ensino Híbrido
  • Design Thinking
  • Gamificação

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu